Planeta dos Macacos – 1968 (Planet of The Apes – Franklin J. Schaffner)

112 min – Ação | Mistério | Sci-Fi – EUA

Poucas ficções cientificas tem um plot tão interessante quanto Planeta dos macacos. A ideia não é só genial, ela vai além. É louvável a coragem de matar os personagens no início da película e destruir qualquer possibilidade de ligações ou ajuda para o personagem principal, o famoso “grupo de sobreviventes” ou affairs, assim quase que inconscientemente destruindo também a existência de clichés do gênero.

A direção é forte e você sente isso nas cenas externas que são sempre áridas, levada por uma câmera muito curiosa que funciona muito bem.

A maquiagem é primorosa (o Óscar não foi à toa) e a música surpreende, uma cuíca soa como macacos agitados em uma cena antes da primeira aparição dos benditos primatas e é estupendo; mais nada, nada é mais impressionante que a disposição física dos atores, vide Charlton Heston que anda praticamente nu durante a grande maioria das cenas, isso quando não está sendo arrastado (nu).

O filme começa muito bem e termina fantasticamente com uma cena que é difícil de se esquecer. É pleno e caminha dentro da ação, ficção, aventura e comédia de forma agradável.

Um clássico com todo mérito da palavra. Um dos filmes mais interessantes que já vi no meio de um monte de filmes interessantes que é o gênero ficção cientifica.

Indgnato tem esse filme no seu TOP 10.

Postado em by Kinho - Review