O Cavaleiro dos Sete Reinos – 2014 (George R. R. Martin – Leya)

416 páginas |  Fantasia

Originalmente três contos publicados por George R. R. Martin em um espaço de 12 anos como típico autor. O Cavaleiro dos Sete Reinos conta três momentos de Sor Duncan, O Alto e seu escudeiro Egg.

O primeiro conto relata a início de Dunk na vida de cavaleiro, também narra o começo da parceria entre ele e Egg. O cenário é Valdofreixo, onde um festival está para acontecer e uma competição de justa é a principal atração.

Tudo ocorreria bem, mas a participação da família real muda todo o cenário da competição. Fatos importantes da história de Westeros são narrados neste capítulo, o que é um prato cheio para fãs da obra e principalmente àqueles que adoram a família Targaryen.

O segundo conto envolve um cenário mais humilde, Dunk e Egg agora servem a um decadente senhor da campina, aqui Dunk se vê entre duas famílias que a muito se davam bem, mas que recentes acontecimentos na história de Westeros fez com que tornassem inimigos.

Com o final mais surpreendente do trio de contos, este capítulo mostra o quão honrado é o Cavaleiro dos Sete Reinos, e o quanto seu escudeiro pode ser valioso.

Para finalizar o último conto narra um casamento entre duas grandes antigas casas de Westeros, e mais uma justa é o cenário para este capítulo. Sor Duncan envolvesse em uma rede de intrigas e traições, mas seu ímpeto faz com que ele note no que se meteu, tempo o bastante para tentar reverter a situação.

Três ótimos contos onde Martin mostra um modo diferente de escrever, não que seja uma escrita rasa, mas também não é tão densa como nos livros da série principal.

O trabalho da Leya com o livro está excelente e felizmente ele não traduziram erroneamente o nome do escudeiro de Sor Duncan, que se chama Egg, mas nada tem a ver com “ovo”, na verdade esconde um segredo bem maior que isso.

Os personagens que os leitores já conhecem, pois já foram citados em vários momentos dos livros da série, viraram lendas em Westeros e passaram pelos principais acontecimentos de sua época.

Dunk e Egg vão fazer falta depois que o livro acabar, mas quem sabe daqui a 5 ou 10 anos George R. R. Martin não escreve algo mais sobre os dois protagonistas.

Gounford acredita que Westeros tem muito mais a contar.

Postado em by Kinho - Review