As Vantagens de Ser Invisível – 2012 (The Perks of Being a Wallflower – Stephen Chbosky)

102 min – Drama | Romance – USA

Baseado no best-seller homônimo e dirigido pelo próprio autor, As Vantagens de Ser Invisível é um daqueles raros filmes que nos pegam num domingo modorrento e nos levam para aqueles momentos que a própria vida nos faz esquecer. Muitos são os filmes sobre amizade, mas poucos são felizes em representar com fidelidade o que é ter 15 anos.

Na fase mais complicada de nossas vidas, onde não só o mundo esta contra a gente, mas nos mesmos, nossos hormônios e nossas indecisões, vemos a historia do problemático Charlie tentando se encontrar com a ajuda de outros desgarrados.

Pautado por uma trilha fabulosa que vai de The Smiths a David Bowie, em uma direção claramente apaixonada, Ezra Miller (Patrick) rouba a cena dos maiores, Emma e Lorgan Lerman, com uma atuação graciosa, nesse filme cheio de passagens maravilhosas com poder visual alto e um ar oitentista delicioso.

Carregando o doce sabor dos grandes filmes do gênero, como: Clube dos Cinco e Os Goonies, As Vantagens de Ser Invisível é talvez o melhor filme de amizade já feito depois de Conta Comigo e um dos melhores dos últimos anos.

Trailer

Indgnato vai ficar de olho em Ezra Miller. Há potencial!

Postado em by Kinho - Review
  • Assisti este filme outro dia na TV e gostei bastante! Difícil não se identificar com as situações destes personagens. Foi como um túnel no tempo direto para a época da escola. Meses de sofrimento por alguém que você nutre uma paixão platônica e as vezes era só ter a coragem de falar o que sentia. E o pior é que só percebemos isso quando é tarde demais. 😐

    • Raul Limma

      É inacreditavel como perdemos oportunidades nessa epoca de nossas vidas. Temos beleza, força, mas não temos sabedoria. E quando temos finalmente a sabedoria, a força e a beleza ja não estão mais presentes…a vida é muito escrota ¬¬’

      • É foda! Sou um dos poucos que conheço, que não tem nenhuma saudade da infância e da adolescência! Muitas cagadas e oportunidades desperdiçadas. Prefiro a fase adulta mesmo. 😛