As Crônicas de Gelo e Fogo ou Game of Thrones?

 

George R.R. Martin

 

Se assim como eu, muitos estão decepcionados com os rumos que a série Game of Thrones vem tomando, saibam que o grande culpado disso não são os produtores, não é a HBO, nem os diretores e muito menos quem faz a adaptação, mas sim esse homem da foto.

Game of Thrones, a série de TV que narra as histórias da série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo é uma boa série, não é a melhor, longe disso, mas é uma boa série, e como toda grande série da HBO, tem boa audiência, move milhares de pessoas e mostra tudo aquilo que outras séries têm medo de mostra, como mortes exageradas e sexo.

O que acontece é que muito fã (assim como eu) decepcionou-se com as exageradas adaptações que descaracterizavam e/ou substituíam personagens importantes da série.

O problema é que a série de TV se trata de uma megaprodução de milhões de dólares que precisa estar conectada com seus fãs e o principal, precisa continuar e angariar fundos para seus produtores.

Então entramos em um grande impasse, como a série que já vem adaptando cenas ocorridas tanto no terceiro livro, quando do quarto e do quinto irá continuar baseando-se nos livros de Martin, se o mesmo não os escreve?

Então está aí o grande problema, assim como ocorre com muitos mangás no Japão, também ocorreu com GoT, a série televisiva alcançou o material escrito e não têm como simplesmente pará-la, pois trata-se de um grande sucesso comercial, então os produtores terão que dar um novo rumo para a história e encontrar um final condizente com o que veem produzindo até agora.

Se levarmos em conta que o Martin escreve um livro a cada 5 anos, já sabíamos desde o começo da série que isso ocorreria.

O sexto livro estava previsto para o início de 2014, mas foi adiado para seu final e posteriormente para algum dia de 2015 (por enquanto), mas neste meio tempo já há rumores de até um oitavo livro, então fica claro que a HBO terá que assumir as rédeas daqui para frente e tocar sua própria canção sobre o gelo e sobre o fogo.

Mas não se desesperem, pois dois fatos podem alegrar a todos:

Primeiro que já vimos isso acontecer várias vezes em obras japonesas e como aconteceu com Full Metal Alchemist, é provado que dá sim para contar uma ótima história sem a mão de seu criador, mas claro, sem superá-la, como provou posteriormente a senhorita Hiromu Arakawa, criadora do mangá.

Segundo que a HBO tem a fama de sempre fazer ótimas séries, então é provável que os produtores e roteiristas consigam fazer algo bom, mesmo sem os livros de Martin para guiá-los.

E de bônus ainda ganhamos duas ótimas versões da mesma história, assim como aconteceu com Full Metal Alchemist. E quem sabe em um futuro não muito distante não refaçam a série fiel aos livros? Nunca se sabe…

Postado em by Kinho - Pilares