A Batalha do Apocalipse: Da queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo – 2007 (Eduardo Spohr – Verus)

586 pag. – Fantasia – Brasil

Sou meio suspeito, aliás, ridiculamente suspeito para falar desta obra e de seu autor em especial, já que o mesmo faz parte da trupe do Jovem Nerd, patota que acompanho e cativo há muito tempo. Vi o livro nascer (como mero espectador é claro) e agora vejo seus filhos, a conquista do trabalho árduo de todos eles junto à perseverança de Spohr.

A Batalha do Apocalipse é um livro de ficção-épico-místico de ação e aventura, com narrativa não linear, que conta a história de Ablon, um anjo renegado em suas aventuras no passado e no presente no melhor estilo Highlander.

Depois de seu prólogo complicado o autor desemboca em um mar bem ritmado de lembranças e pensamentos de um protagonista praticamente imortal, cercado de personagens carismáticos envoltos de perigos em belos cenários de tempos perdidos.
Sua narrativa não linear traz uma brincadeira muito bem vinda para a história que quer ser contada, e para seus personagens, além do ar cinematográfico que corre todas as páginas, temos o tom renovado à cada capítulo, quando somos levados de Israel para Portugal, de Portugal para a Babilônia, da Babilônia para Sodoma, ou de Sodoma para o Brasil.

Uma ótima aventura, diferente de tudo o que já foi feito em nossas terras Tupiniquins. Contos bem montados, de um mundo rico e convincente, cheio de vilões cruéis e heróis indomáveis.
Um prato cheio para os amantes do gênero. Uma mistura bem mixada de um tema pouco explorado, em um livro importantíssimo para a fantasia Nacional. Um marco do independente.

“Vida longa e próspera” aos que lutam pelo seus sonhos.

Indgnato quer ver logo um filme de ABdA!

Postado em by Kinho - Review